UCPel fecha convênio com a Prefeitura e assume gestão da UBS Sanga Funda

A Universidade Católica de Pelotas (UCPel) assumirá a gestão da Unidade Básica de Saúde Sanga Funda, por meio de um convênio feito com a Prefeitura de Pelotas. A assinatura da parceria será realizada nesta sexta-feira (10), às 10h, na sede da UBS, localizada na avenida Ildefonso Simões Lopes, 5.225.A nova UBS do bairro foi inaugurada no final do ano passado e deve beneficiar aproximadamente 2,8 mil pessoas. Com a parceria entre a UCPel e a Secretaria de Saúde, será possível implantar o modelo de acolhimento já utilizado em outros locais e que se diferencia do antigo processo, feito por meio de distribuição de fichas. Nesse formato, quem precisa de atendimento é recebido por uma equipe de saúde, responsável por avaliar cada caso, disponibilizando atendimento imediato ou organizando a consulta com dia e horário agendados. De acordo com a diretora do Centro de Ciências da Saúde da UCPel, Moema Chatkin, ao assumir a unidade da Sanga Funda, a Universidade terá como desafios fazer o conhecimento do território e da população local, identificando necessidades,  para que seja feita a implementação da Rede Bem Cuidar, que é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde. “A inserção de nossos acadêmicos de Medicina e de outros cursos da saúde possibilitará a vivência dos futuros profissionais na Estratégia Saúde da Família e no novo modelo de atendimento que será aplicado no local”, complementa a diretora. Esta será a quinta unidade sob responsabilidade da UCPel, que já administra as UBS’s Pestano-CAIC, Nossa Senhora de Fátima, Py Crespo e União de Bairros. O coordenador do Núcleo Coletivo da UCPel, professor Cayo Otávio Moraes Lopes, destaca que ao realizar um trabalho efetivo nas Unidades Básicas de Saúde, é possível resolver até 80% dos problemas da população, desafogando o Pronto Socorro de Pelotas (PSP). Além disso, a UBS tem papel importante na realização de campanhas educativas, de vacinação, bem como no tratamento de pacientes com doenças crônicas.Crédito Foto/Ascomfoto da notícia