Curso de Odontologia ganha primeira liga acadêmica

A primeira Liga Acadêmica do curso de Odontologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) será multidisciplinar e voltada para educação e saúde. Através do trabalho a ser realizado pelo grupo, a Unidade Básica de Saúde (UBS) Osório ganhará em breve um mapeamento territorial e levantamento epidemiológico para identificar condições de vida, necessidades de saúde e riscos coletivos dos moradores da localidade. Criada em dezembro de 2017, a Liga Multidisciplinar de Educação em Saúde (LiMEdeS) conta com seis acadêmicos da Odontologia e um da Medicina. Antes de começar a atuação no Loteamento, o grupo passa por capacitações para posteriormente iniciar o mapeamento na localidade, explica o presidente da Liga, Bruce Garcia.Nas primeiras visitas, os acadêmicos começarão os estudos de território para criação do mapa, que posteriormente irá nortear outras ações voltadas para educação e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis. A partir desse levantamento, atividades visando orientação e prevenção serão realizadas. “Pode até parecer bobagem, mas a orientação ainda é a melhor forma de prevenção”, afirma o vice-presidente da Liga, Rodrigo Rotta.  A intenção do grupo é que em 2019 outra UBS administrada pela UCPel ganhe o estudo. Para isso, um novo edital será lançado para selecionar outros acadêmicos, incluindo do curso de Enfermagem e Medicina.  Educação para prevençãoA nova Liga Acadêmica segue uma das principais diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS) – prevenção de agravos e doenças. Na avaliação de Garcia, inserir a comunidade é fundamental para entender as problemáticas enfrentadas e solucionar os problemas existentes. “A proposta busca encontrar soluções para os problemas comunitários com o auxílio da comunidade, utilizando metodologias inclusivas”. Ser multidisciplinar, defende Rotta, visa aproximar através da Liga acadêmicos de cursos da saúde para começar a atuação em estratégia saúde da família ainda na Universidade. “As UBS’s atuam hoje com equipes compostas por diversos profissionais, como enfermeiros, médicos, dentistas”, explica. A multidisciplinaridade ajuda o aluno a ver o paciente como um todo, de forma humanizada, completa o acadêmico.  A coordenadora do curso de Odontologia, Patrícia Guerreiro, avalia a formação da Liga como um espaço de complementação para estudos acadêmicos. “Desta forma, eles podem complementar a formação em uma área de interesse específica”, justifica. Atividades de educação continuada, pesquisas e intervenções na comunidade com o foco em educação e saúde serão realizadas.   Integram a LiMEdeS os acadêmicos da Odontologia Bruce Garcia (presidente), Rodrigo Rotta (vice-presidente), Luiz Eduardo de Oliveira (secretário), Nícolas Compagnoni (tesoureiro), Matheus Alessandretti (diretor científico) e José Antônio Vanti (membro). Completam a Liga a acadêmica da Medicina Laura Nunes Rotta. Haverá seleção para novos membros da Medicina e Enfermagem. Entretanto, acadêmicos de outros cursos de graduação também serão bem-vindos.Redação: Rita Wicth – MTB 14101foto da notícia