Liga Acadêmica da UCPel impacta mil pessoas em primeiro semestre de atividades

A primeira Liga Acadêmica do curso de Odontologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) impactou cerca de mil pessoas no primeiro semestre de atividades. Doação de alimentos, roupas e sangue, capacitações e atendimentos em escola foram as principais ações realizadas pelos estudantes de Odontologia, Enfermagem e Medicina da Liga Multidisciplinar de Educação em Saúde (LiMEdeS).De acordo com o presidente da Liga, acadêmico Bruce Garcia, os resultados positivos alcançados foram consequência do foco inicial: a estruturação do grupo. Nesse sentido, em quatro reuniões de assembléia e 17 de direção, um planejamento estratégico foi desenvolvido. “Com isso começamos a buscar novos ligantes e parceiros”, conta. Atualmente, mais de dez empresas, instituições e projetos formam a rede de apoio da LiMEdeS, composta por 14 estudantes.Outro resultado apontado pelo presidente foi a criação do Programa Permanente de Ingresso na LiMEdes (PPIL). Segundo acredita, em uma seleção aberta é possível captar mais talentos. Assim, os alunos interessados em fazer parte da liga podem se inscrever, gratuitamente, na página do Facebook até o segundo sábado de cada mês. Os aprovados são divulgados aos domingos.Mesmo sem ser o foco inicial do grupo, três campanhas no eixo de conscientização social foram realizadas. A primeira doou cerca de 50 kg de alimentos ao Lar da Criança São Luís Gonzaga; a segunda arrecadou roupas para o Brechó Beneficente da Santa Casa de Misericórdia de Pelotas; e na última, todos os ligantes sem restrições doaram sangue. No eixo de capacitação permanente, dois cursos foram organizados: um de exame intra-oral e outro de escovação assistida para deficientes visuais.Em outro eixo de atuação, educação e saúde nas escolas, mais de 500 crianças receberam atendimento dos acadêmicos. Inspeções bucais e exame de acuidade visual foram realizados em parceria com o Programa UCPel Mais Saudável, na Escola Estadual São Vicente de Paulo. Os casos com alterações foram encaminhados às Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) com atendimento odontológico e à Associação Escola Louis Braille, respectivamente.A ligante e estudante de Medicina, Kenia Cordeiro, aponta a multidisciplinaridade e interação com outros cursos como diferencial da LiMEdeS. Para ela, assim, o foco se vira para a comunidade e os projetos conseguem unir o lado social e acadêmico. “A saúde é um todo e na liga também aprendemos enquanto humanos, porque todas as ações possuem viés social”, acredita.A integração dos cursos visando oferecer um serviço de qualidade também foi destacada pelo presidente da Liga, como um dos diferenciais do grupo. Em sua avaliação, o primeiro semestre de atividades da LiMEdeS superou as expectativas, visto que o foco era a estruturação, e as ações surgiram como consequência. “O resultado mais importante que a gente tem não é o número, mas sim a experiência e o impacto causado na vida das pessoas”, afirma.Para o segundo semestre, o grupo espera alinhar ainda mais a equipe e desenvolver ações com as instituições parceiras. Como exemplo, Garcia salienta o projeto piloto em conjunto com o Instituto Chico Mendes de Biologia e Conservação da Biodiversidade (ICMBio) nas colônias de pescadores. “Queremos levar até eles exames e ações de prevenção de doenças crônicas não transmissíveis, pré-natal odontológico e pré-câncer”, explica.Outra ação prevista, em parceria com setores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), no eixo de educação e saúde nas escolas, pretende levar serviço odontológico e prevenção de doenças crônicas não transmissíveis em escolas do bairro Cohab Tablada. “Nessas atividades conseguimos abranger as áreas de atuação dos três cursos”, destaca. Além disso, os estudantes de Odontologia também irão prestar atendimento na Associação Escola Louis Braille. “Eles já são atendidos nas outras necessidades, o que falta é a saúde bucal”, explica.A LiMEdeS conta com o apoio e parceria do Programa UCPel Mais Saudável, Projeto de Extensão Atenção Odontológica nos Primeiros Mil Dias de Vida, Jornal Metrópoles SA, LTM Transportes Brasil ltda., ICMBio, AIESEC in Brazil e setores da UFPel.Redação: Piero Vicenzifoto da notícia