fbpx
Vestibular UCPel
A-importancia-dos-dentistas-no-combate-a-covid-19
Estudantes da Odontologia atuam dentro da UTI do hospital da UCPel. Foto feita antes da pandemia de Covid-19.

Você sabia que o profissional de Odontologia tem um papel importante no atendimento a pacientes com covid-19? Assim como outros profissionais da área da saúde, os dentistas fazem parte da linha de frente no combate à doença.

Mas qual a utilidade da odontologia hospitalar durante a pandemia do coronavírus? Neste post, vamos explicar um pouco mais sobre como são realizados esses atendimentos. Confira a seguir.

Qual a importância do dentista no tratamento da covid-19?

Um hospital é composto por diversos profissionais, como médicos, enfermeiros, nutricionistas, fisioterapeutas e dentistas, entre outros. Todos eles são importantes para garantir a saúde e o bem-estar dos pacientes em qualquer situação.

Nos casos de crises sanitárias, como é o que estamos vivendo hoje com a covid-19, é fundamental que os profissionais atuem em conjunto no combate da doença. Assim, cada um deles assume uma posição importante na linha de frente.

Nesse cenário, o cirurgião-dentista fica responsável não só por garantir a higiene bucal de pacientes hospitalizados, mas também por evitar focos infecciosos que possam agravar os quadros de covid.

É importante ressaltar que o coronavírus entra pela via aérea e passa pela cavidade bucal, onde tem uma alta carga viral. Assim, o paciente que não tem uma boa higiene bucal pode ter complicações, por conta da presença de bactérias e microorganismos da boca que podem acabar indo para o pulmão. 

Esse tipo de situação é capaz de provocar uma pneumonia, o que agrava o quadro do paciente e pode levar ao óbito.

Como é o atendimento de Odontologia na linha de frente contra a covid?

Em tempos de pandemia, os dentistas atuam na linha de frente dentro dos hospitais juntamente com médicos, fisioterapeutas, enfermeiros e fonoaudiólogos, atendendo tanto os pacientes nas enfermarias quanto os internados na UTI.

Esse tipo de atendimento é importante principalmente nos pacientes intubados, que podem ter diversas alterações bucais por conta do longo período de intubação.

Assim, os profissionais operam no tratamento de machucados nos lábios e na língua e na contenção de sangramentos, além de diagnosticarem doenças e lesões orais. Também podem colocar aparelhos para evitar que os pacientes mordam o tubo de ventilação mecânica e extrair dentes que correm o risco de se soltar durante o período. 

Os dentistas também são os responsáveis por realizar procedimentos odontológicos para aliviar dores de dente ou de gengiva e tratar infecções orais. Por fim, eles ainda podem realizar treinamentos de protocolos de higiene oral com a equipe de enfermagem.

Dessa forma, é possível auxiliar os profissionais a realizarem um trabalho eficiente com os pacientes que estão na UTI.

É importante ter em mente que os pacientes hospitalizados muitas vezes não conseguem realizar a higiene bucal, por conta da falta de mobilidade. Assim, é fundamental ter o apoio de uma equipe qualificada para evitar complicações que possam gerar infecções e agravar o quadro da doença.

Qual a situação da odontologia hospitalar no país?

Estudantes da Odontologia com atuação na UTI. Foto feita antes da pandemia de Covid-19.

Apesar de serem fundamentais para o atendimento de pacientes de covid-19, a maioria dos hospitais do Brasil ainda não dispõem de Odontologia Hospitalar em caráter obrigatório.

Segundo Juliano do Vale, presidente do Conselho Federal de Odontologia (CFO), a presença do cirurgião-dentista em hospitais de saúde pública ainda é muito pequena — são cerca de dois mil profissionais em todo o país.

A mobilização pela regulamentação da odontologia hospitalar acontece no Congresso Nacional desde a tramitação do PLC 34/2019. Embora tenha sido aprovado na Câmara dos Deputados e no Senado, o projeto foi integralmente vetado pelo presidente da república em junho de 2019.

O trabalho para tornar obrigatória a presença de profissionais de odontologia nas UTIs e demais unidades hospitalares de internações prolongadas segue intenso por meio do Projeto de Lei 883/2019, ainda em tramitação.

Amplie seus conhecimentos para atuar com Odontologia Hospitalar

Atuação dos estudantes da Odontologia no Hospital Universitário São Francisco de Paula. Foto feita antes da pandemia de Covid-19.

Como vimos, o dentista é um profissional de grande importância para o atendimento nos hospitais, principalmente em casos de pacientes internados.

A área de Odontologia Hospitalar pode ajudar ativamente na linha de frente contra a covid-19. No entanto, para atuar no atendimento de pessoas em internação, o dentista deve buscar por uma boa qualificação em um curso de graduação de qualidade.

O curso de Odontologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) prepara o estudante para se tornar um profissional completo, capaz de atuar nas mais diversas áreas da odontologia.

Quer conhecer mais sobre a formação? Acesse nosso site e confira o currículo completo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *