fbpx
Vestibular UCPel

Antes de escolher o curso para se candidatar no vestibular, é comum os estudantes se informarem sobre o possível salário que terão como profissionais formados.

Geralmente, um cirurgião dentista ganha bem, se compararmos com a média do mercado e considerando o salário mínimo brasileiro.

É claro que o valor exato varia conforme a cidade, o modelo de atuação e a qualificação do profissional.

Em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, por exemplo, um dentista ganha entre R$ 5.810,98 e R$ 9.621,82, de acordo com o site Salario.com.br (os dados são referentes a profissionais registrados como “cirurgião dentista – clínico geral”).

A informação tem base em dados oficiais divulgados do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, pela Secretaria da Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, com uma amostragem de 142 salários de profissionais admitidos e desligados oficialmente pelas empresas.

Em cidades do interior, a média salarial costuma ser menor — por outro lado, o custo de vida também é mais baixo.

Você pode fazer uma busca considerando a sua cidade no Salario.com.br, mas tenha em mente que a amostragem é menor longe das capitais, o que torna os dados mais distantes da verdadeira média do mercado.

O salário também muda caso o dentista atue em alguma especialidade (adiante, abordaremos melhor este assunto).

Caso o profissional empreenda com um consultório próprio, sua renda não obedece a mesma lógica, mas explicaremos o que isso quer dizer a seguir. Seja qual for a média salarial na sua cidade, o que interessa é que a Odontologia é um mercado promissor, com diferentes alternativas de atuação dentro e uma alta procura.

Modelos de atuação para um dentista

A seguir, confira os principais caminhos que você poderá seguir na sua carreira como dentista.

Concurso público

Quando se pensa em concurso público, logo vem à mente a carreira em um posto de saúde, hospital ou Programa de Saúde da Família (PSF). Mas há outras opções.

Forças Armadas (Exército, Aeronáutica e Marinha) e as polícias civil e militar possuem dentistas para atender servidores ativos e inativos e são possibilidades de trabalho. A estabilidade no serviço público é um dos diferenciais para quem escolhe essa carreira.

Clínicas e hospitais privados

Clínicas odontológicas e hospitais são outras alternativas, rentáveis especialmente para os profissionais especializados, como os cirurgiões dentistas dedicados à área bucomaxilofacial.

Mas o mercado das clínicas e hospitais privados é imenso, havendo oportunidades para clínicos gerais e dentistas de outras especialidades.

Empresas em geral

Algumas empresas de médio e grande porte oferecem aos seus empregados o serviço de ortodontia com consultório próprio. Nestes casos, os dentistas trabalham in loco e prestam o atendimento diretamente aos colaboradores.

Empresas de materiais odontológicos

Como os materiais e equipamentos usados em consultórios odontológicos precisam ser altamente tecnológicos e adequados à prática da profissão, um ramo possível para a carreira de dentista é atuar nestas empresas.

Isso porque a concepção e produção destes equipamentos requer expertise técnica, o que demanda mão de obra especializada de profissionais dentistas, que podem auxiliar tanto no desenvolvimento dos produtos quanto prestar consultoria ao que já foi desenvolvido.

Ensino e pesquisa acadêmica

O campo do ensino e da pesquisa acadêmica é uma opção para os alunos que se interessam pelo mundo da investigação científica.

A Iniciação Científica, ainda durante a graduação em Odontologia, é o primeiro passo, mas depois o estudante poderá perseguir a pós-graduação com Mestrado e Doutorado e lecionar em uma instituição de ensino.

Consultório próprio

Por fim, outra possibilidade é empreender com um consultório próprio. Nesse caso, o rendimento será o pró-labore (como se fosse o salário do proprietário da empresa) e os lucros (ou percentual dos lucros, caso você empreenda com mais gente): receitas menos despesas.

Para quem é dono do seu próprio consultório ou clínica odontológica, a renda vai depender da estrutura (aluguel, materiais, pagamento de funcionários, etc.), do número médio de atendimentos realizados no mês, valor cobrado, política de atendimento a planos de saúde, perfil dos clientes, especialidades com que se trabalha, entre outras variáveis.

Áreas de atuação do dentista

Dentro da Odontologia, há uma gama de especialidades que podem ser escolhidas. A mais comum e conhecida é a clínica geral, em que o profissional atua com medidas preventivas para a preservação da saúde bucal, procedendo a limpeza, remoção de tártaro e restauração.

Há, contudo, um amplo espectro de especialidades, reconhecidas pelo Conselho Federal da Odontologia (CFO). Dentre elas, estão:

  • Cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial
  • Dentística
  • Endodontia
  • Estomatologia
  • Implantodontia
  • Odontologia legal
  • Odontogeriatria
  • Odontopediatria
  • Ortodontia
  • Periodontia
  • Prótese bucomaxilofacial
  • Prótese dentária
  • Radiologia odontológica e imaginologia

Comparativo com outras regiões

De acordo com o site Salario.com.br, que faz um levantamento e cruzamento de dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), Porto Alegre está entre as melhores capitais do país no quesito salário, com uma média de R$ 6,3 mil.

É preciso considerar que a carga horária média varia nas diferentes regiões, o que faz oscilar os rendimentos. Levando isso em conta, a título de ilustração comparativa, a média salarial em São Paulo é de R$ 5,2 mil, no Rio de Janeiro é de R$ 2,9 mil e em Brasília R$ 4,1 mil.

UCPel oferece curso de Odontologia

Uma ótima opção para quem se interessou por este campo de trabalho é a formação em Odontologia da UCPel. Esta é uma graduação nota 5 do MEC, a pontuação máxima, o que coloca o curso entre os melhores do Brasil.

2 comentários em “Quanto ganha um dentista no Rio Grande do Sul?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *