Odontologia/UCPel cria brincadeira “Mito ou Verdade” para informar gestantes sobre saúde bucal


918  20 de julho de 2020

Novas formas de interação surgem quando é preciso se adaptar. Um dos projetos do curso de Odontologia da Universidade Católica de Pelotas (UCPel), para esse semestre, seria formar um grupo presencial na Unidade Básica de Saúde (UBS) Pestano, porém o formato passou para o virtual, através do Whats App, e ainda ganhou uma criativa maneira de interação.

Vinte e cinco gestantes, puérperas e mães de crianças pequenas participam do grupo on-line, recebendo vídeos e textos informativos sobre saúde bucal. Por sugestão da estudante Maíra Thurow, a turma do terceiro semestre desenvolveu a brincadeira Mito ou Verdade, realizada mediante dia e hora marcada.

Frases envolvendo gestação e Odontologia foram postadas no grupo, oferecendo cerca de três minutos para as participantes responderem se a informação era “mito” ou “verdade”. Na sequência, os alunos revelavam o mistério e tiravam dúvidas. “Foi uma maneira de deixarmos elas mais à vontade – e de nos aproximarmos também”, acredita Maíra.

Entre os questionamentos, a turma perguntou sobre a necessidade de trocar a escova de dente após uma gripe, a interferência do uso de chupeta na amamentação, a exigência de o creme dental ser sem flúor e o leite materno configurar como o único líquido para bebês de até seis meses.

 

Aceitação imediata

A participação no grupo surpreendeu até mesmo a professora da disciplina de Saúde Bucal Coletiva III, Beatriz Bidigaray. “A gente achou que as gestantes poderiam ficar em silêncio, mas não. Muitas vezes, elas nos chamam no privado. Perguntam coisas que não são de saúde bucal, mas orientamos onde encontrar mais informações”, comenta.  

A experiência foi considerada positiva pela estudante que teve a ideia da brincadeira. “São momentos de trocas incríveis. Nos preparamos para passar as informações atualizadas. Tudo isso agrega muito na nossa formação profissional e pessoal”, relata a jovem.

Para Camila Rosa, 30, mãe de um bebê de dois meses, a atividade ajudou a desmistificar diversas opiniões que ouviu sobre o assunto. “O acompanhamento da minha gravidez na UBS Pestano, como um todo, foi muito bom”, diz.

 

Continuidade do projeto

A atividade Mito ou Verdade foi tão bem-sucedida que deve ser repetida mais vezes, provavelmente de forma quinzenal. Apesar da proximidade do término do semestre, os alunos devem seguir abastecendo o grupo com informações semanais ao longo do ano.

A ideia é expandir o projeto para outras UBS, com grupos de Whats App e mais possibilidades de interação. Espera-se contemplar, além de gestantes e puérperas, pais de jovens com autismo e síndrome de down vinculados a associações da cidade.

“A pandemia nos ensina muita coisa. A gente acha que os alunos poderiam não gostar das atividades remotas, uma vez que tinham outra expectativa, mas estão se mostrando muito proativos, querendo fazer diferente”, conta a professora.

 

Redação: Max Cirne

Deixe um Comentário

Seu e-mail não será publicado.

*
*