fbpx

Cientistas da Católica de Pelotas (UCPel) estão entre os mais influentes da América Latina e do mundo, de acordo com o Ranking Mundial de Cientistas e Universidades 2022 do AD Scientific Index. A plataforma identifica os acadêmicos de áreas diversas, considerando a produção científica total e dos últimos cinco anos. 

Os professores da universidade que ganharam destaque na lista e estão entre os 10% mais influentes são Ricardo Tavares Pinheiro (Ciências Médicas e da Saúde/Psiquiatria), Fernando Barros (Epidemiologia) e  Maria Cristina Gonzalez (Ciências Médicas e da Saúde/Nutrologia). 

Com o resultado, a Católica de Pelotas alcançou a 35ª colocação no ranking da lista de universidades brasileiras com mais cientistas produtivos e influentes do planeta, de acordo com a pesquisa, subindo sete posições em comparação ao ranking de 2021. Além disso, a UCPel ocupa na lista o segundo lugar entre as universidades privadas da Região Sul do país, ficando atrás apenas da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS). 

De acordo com o professor Ricardo Pinheiro, coordenador de pesquisa e pós-graduação da Católica de Pelotas, os dados revelados evidenciam que a UCPel tem a capacidade de produzir ciência com relevância e representatividade mundial. “A universidade tem uma produtividade elevada. Mesmo a gente não tendo tantos programas, os centros são produtivos”, aponta. O docente também conta que a Católica propõe uma pesquisa forte em qualidade e que o resultado é um reconhecimento da produtividade dos pesquisadores da universidade. 

Já o professor Adriano de Assis, coordenador do Programa de Pós-Graduação em Saúde e Comportamento (PPGSC) da UCPel, explica que o índice é mensurado pelo número de vezes que um trabalho foi lido e aceito pela comunidade acadêmica, o que demonstra uma grande conquista para a Católica, principalmente para as pesquisas da área da saúde. “Os pesquisadores da universidade estarem nesta lista mostra a qualidade e a influência que o trabalho feito na UCPel tem na comunidade científica”, destaca. 

O AD Scientific Index é um sistema de classificação e análise, baseado no desempenho científico e na qualidade da produção científica de cientistas individuais. Formado a partir do índice i10 e do índice h-Index, o ranking considera como fonte o Google Acadêmico. 

Uma das mais relevantes da América Latina

Também de acordo com o ranking do AD Scientific Index, a UCPel ocupa a 71ª colocação entre as universidades com produções científicas mais influentes. No total, de acordo com o índice, há 1.734 instituições na lista. Entre as universidades comunitárias do Rio Grande do Sul presentes no ranking, a UCPel ocupa a 4ª posição.

O pró-reitor acadêmico Ezequiel Megiato comemora a colocação da UCPel no ranking e afirma que o reconhecimento é o resultado de um grande esforço coletivo. Ezequiel também fala da importância da universidade seguir levando os resultados de suas produções para a comunidade. “Nós temos um trabalho também em paralelo, que é transformar toda essa relevância acadêmica em projetos aplicados à nossa comunidade local e regional. É um motivo a ser celebrado”, enfatiza o pró-reitor. 

Lista aponta outros pesquisadores da universidade

Além dos professores citados, outros pesquisadores da Católica de Pelotas também aparecem no ranking de produtividade: 

Luciano Dias de Mattos Souza (Saúde Mental)Luciana de Avila Quevedo (Saúde Mental)Hiram De Almeida Jr (Dermatologia)Adriano Martimbianco de Assis (Fisiologia/Bioquímica)Maristela Bohlke (Nefrologia)Vera Lúcia Marques De Figueiredo (Psicometria)Lucas Borin Moura (Odontologia)Eduardo Antonio César da Costa (Eletrônica e Computação)Mariana Bonati De Matos (Saúde Mental)Luiz Antonio Bogo Chies (Sociologia)César Augusto Costa (Sociologia)Paulínia Amaral (Psicologia)

Redação: Lizandra Vilela

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *